sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

VOANDO ALTO - O LEGADO

O filme: Carnaval Bexiga Funk e Sombrinhas, uma produção que é responsável por um momento transformador, um verdadeiro divisor de águas do Projeto Reperiferia, pois foi o responsável pela exposição mais ampla das ações realizadas pelo projeto até meados do ano de 2005 e consequentemente responsável pelo surgimento da Escola Livre de Cinema, ainda gera discussão e criação de redes, além de também gerar renda.

Cinco anos depois de produzido e lançado, o filme Carnaval Bexiga Funk e Sombrinhas e a Escola Livre de Cinema acabam de possibilitar uma nova frente para aqueles que foram e são um dos maiores expoentes da cultura contemporânea da periferia: As Turmas de Bate Bolas.

(Equipe de filmagem da TAM entrevista a TURMA DA FASCINAÇÃO de Oswaldo Cruz)


Após terem acesso ao filme, a empresa de Aviação civil TAM, convidou a Turma da Fascinação (Oswaldo Cruz) para participar de um vídeo institucional da empresa, filme esse que será exibido no circuito interno das aeronaves da TAM para turistas com destino ao Rio de Janeiro no período do carnaval de 2011, promovendo a festa mais popular do mundo não só no grande centro cultural urbano carioca, como também no suburbio e periferia, dando assim, visibilidade ao carnaval de todo a cidade e de todas as pessoas.















SINOPSE DO FILME Carnaval Bexiga Funk e Sombrinhas:
O longa-metragem apresenta ao público o desconhecido universo dos mais de 70 grupos de “Clóvis”, ou “bate-bolas” existentes na Zona Oeste carioca. Rodado durante o carnaval de 2005, ao mesmo tempo em que perpetuam a velha tradição do alegre carnaval de rua, os grupos levam às últimas conseqüências os preparativos de uma festa que começa 361 dias antes da saída dos multicoloridos blocos.
(Cenas do Filme)

Durante quatro meses de filmagens, Faustini e sua equipe acompanharam a rotina de vários grupos de “Clóvis” e seus agregados – trabalhadores jovens e idosos, costureiras, crianças, comunidades inteiras formando uma única tribo, afirmam-se por meio de uma manifestação cultural tão surpreendente quanto desconhecida.

2 comentários:

Juliana Portella disse...

Gostaria de saber se estão abertas inscrições para os cursos.
Dica: vocês poderiam publicar o telefone da ELC aqui no blog. É quase impossivel o contato.

Barnabé disse...

Obrigado pela sugestão Juliana. Vou incluir o tel.: na descrição.